domingo, 23 de outubro de 2011

Leituras da tarde...

QUE ISTO SEJA ESQUECIDO

Que isto seja esquecido como uma flor, ou como
fogo de áureo gorjeio que ninguém já relembre...
É bom amigo, o tempo, que nos traz a velhice.
Que isto seja esquecido e para todo o sempre.

E se alguém perguntar, dize - foi esquecido
há muito, muito tempo,
como uma flor, um fogo, uma surda pegada
numa neve esquecido há um tempo imenso...

Sara Teasdale (1884-1933)
Trad. de Cecília Meireles

7 comentários:

Lídia Borges disse...

Uma leitura perfeita para uma tarde de domingo.


Um beijo

L.B.

Eduardo Aleixo disse...

melancólico e lindo. como a chuva que ouço cair lá fora.

mfc disse...

Etudo o que foi esquecido será sempre lembrado!
Lindo de verdade.

heretico disse...

sabio. o tempo imenso...

... que tudo devora. e tudo esquece.

beijo

Mar Arável disse...

Não existem bons amanhãs

sem memórias

Eu não esqueço

tiago lima disse...

Já esqueci! Fiquei-me a olhar pela 'janela sul'!...
E gostei.

João P. disse...

Bonito Maria, muito bonito!

Beijo

João P.