terça-feira, 3 de setembro de 2013

Setembro

Mar de Setembro
Tudo era claro:
céu, lábios, areias.
O mar estava perto,
Fremente de espumas. 
Corpos ou ondas:
iam, vinham, iam,
dóceis, leves, só
alma e brancura.
Felizes, cantam;
serenos, dormem;
despertos, amam,
exaltam o silêncio. 
Tudo era claro,
jovem, alado.
O mar estava perto,
puríssimo, doirado.

Eugénio de Andrade

6 comentários:

Rosa dos Ventos disse...

O mar é sempre lindo mas este é lindíssimo! :-))

Abraço

Luis Eme disse...

que calmo e suave o mar de Setembro.

beijinhos Maria de Maio

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

Lindo!
Não conhecia esta...

beijo amigo

Maria P. disse...

Rosa,

mar e (a)mar...

:)

Maria P. disse...

Luís,

Setembro é Setembro, aquele mês...

:)

Maria P. disse...

Daniel,

sempre a conhecer...

:)