sábado, 1 de maio de 2010

Começar Maio...

Inaugurar a palavra Amigo

Mal nos conhecemos
Inauguramos a palavra Amigo!
Amigo é um sorriso
De boca em boca,
Um olhar bem limpo
Uma casa, mesmo modesta, que se oferece.
Um coração pronto a pulsar
Na nossa mão!
Amigo (recordam-se, vocês aí,
Escrupulosos detritos?)
Amigo é o contrário de inimigo!
Amigo é o erro corrigido,
Não o erro perseguido, explorado.
É a verdade partilhada, praticada.
Amigo é a solidão derrotada!
Amigo é uma grande tarefa,
Um trabalho sem fim,
Um espaço útil, um tempo fértil,
Amigo vai ser, é já uma grande festa!

Alexandre O'Neil

10 comentários:

Maria disse...

Gosto especialmente deste poema.
Espero passar aqui daqui a 24 horas...

Beijinho, minha Maria!

Licínia Quitério disse...

Bom primeiro dia de Maio, Amiga.

Um beijo e obrigada pelo que só agora vi ali em baixo ;)

Rosa dos Ventos disse...

Um abraço especial para esta Casa de Maio!
As vezes que eu analisei este poema com os meus alunos... :-))
Gosto muito dele e de vir aqui!

Abraço

Luis Eme disse...

amigo é gente grande...

bjs de Maio, M. Maria Maio

Eduardo Aleixo disse...

Maria, obrigado pela sua Amizade- Beijinhos.

Pedro Branco disse...

Passar à tua janela como quem cumprimenta o dia. Saber das almofadas do teu quarto onde gosto de me sentar. E contemplar os teus olhos, que nos mostram a tua alma. Com a palavra amigo dentro do peito.

Bem hajas, Maria!

tulipa disse...

OLÁ AMIGA
É o primeiro 1º de Maio que tenho em casa um "Desempregado" desde 31 de Julho de 2009...
Não há razões para festejar seja o que for!!!

Acabei de fazer um post sobre o "Dia da Mãe" mas, nada de recordações antigas, pois estou a ser seguida por um psicólogo que me tem ajudado a "cortar" com o meu passado, pois era só sofrimento sempre que "ia ao passado buscar lembranças" e, como perdi a m/Mãe muito cedo, evito voltar a falar no assunto;
a sua memória está muito bem guardada no meu coração, mas falemos de outras coisas...

O meu peito é um autêntico mar de emoções e já apanhei alguns sustos, devo fugir a situações de risco.

Venha buscar um presente que, com todo o meu amor lhe ofereço neste dia especial.

Beijos com carinho.

Maria P. disse...

Obrigada a todos,Amigos...

Que comece Maio em força!
Beijinhos*

Joao P. disse...

Maria:

É um texto obrigatório!

Embora pessoalmente já fosse mais crente... (mas isto passa)

Beijo

João

poetaeusou . . . disse...

*
amiga,
,
cuidado com os
pseudos amigos;
,
Amigos cento e dez, ou talvez mais,
eu já contei. Vaidade que eu sentia,
julguei que nesta Terra não havia
mais ditoso mortal entre os mortais!
Um dia adormeci profundamente:
ceguei. Dos cento e dez houve um somente
que não desfez os laços quase rotos.
"Que vamos nós, diziam, lá fazer?
Se ele está cego, não nos pode ver!"
Que cento e nove impávidos marotos! ,
in-Camilo Castelo Branco,
,
conchinhas,
,
*