quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Págª 107

Desvendar o mistério.
Mas não há nada tão decepcionante como desvendar um mistério. É como desvendar o truque de um prestigitador. Ficamos irritados retrospectivamente connosco por ter visto um mistério onde não havia. O mistério deve preservar-se para salvaguardarmos o respeito e o medo e haver ordem no mundo.

«Até ao Fim»
Vergílio Ferreira

18 comentários:

Eduardo Aleixo disse...

Sabes que gosto muito de Vergílio Ferreira. E de receber-te À Beira de Água. Um abraço.

Luis Eme disse...

e a curiosidade?

bjs M. Maria Maio

Lídia Borges disse...

É um autor "esquecido" se tivermos em conta a natureza excepcional da sua obra que conheço bem. Mas este nosso país é mesmo... um mistério!!!

Mar Arável disse...

Ainda há mistérios?

Maria disse...

Obrigada por teres trazido aqui Vergílio Ferreira.

Beijinho, minha Maria1

Maria P. disse...

Eduardo,
sei...
Beijinho*

Maria P. disse...

Luís,
a curiosidade matou o gato - voz do povo :)
Beijinho*

Maria P. disse...

Lídia,
sem dúvida "esquecido". Também posso dizer que conheço a obra, tive oportunidade de colaborar numa exposição de homenagem em tempos.

beijinho*

Maria P. disse...

Mar Arável,
acredito que sim.

beijinho*

Maria P. disse...

Maria,
é um dos "meus" escritores.

Beijinho*

tulipa disse...

OLÁ AMIGA

Lindas palavras de um poeta que anda muito esquecido.
Há muito que não passava por cá e adorei.
Obrigada pela partilha.
As palavras saem da alma cheias de sentimento - LINDO.
Como já regressei ao trabalho no dia 1 de Setembro, agora o tempo reduziu imenso e é difícil andar na net.

Se quiser visitar os meus blogues, fique já a par dos temas que poderá encontrar:
Num deles faço uma homenagem merecida a um amigo da blogosfera, pelos anos de contacto que estabelecemos e já faz parte dos meus amigos reais, deixou de ser apenas virtual.
No outro blog apresento o discurso de Winston Churchill proferido há 64 anos - mas podia perfeitamente ter sido proferido no dia de hoje, tal a actualidade subjacente ao seu conteúdo. Foi em Zurique, a 19 de Setembro de 1946.

A semana está quase a terminar, votos de excelente fim de semana.
Beijos.

heretico disse...

desvendar misterios? uhumm
nada mais interessante para desvendar?

beijos

Maria P. disse...

Tulipa,
obrigada.
Beijinho*

Maria P. disse...

Herético,
:)
deixas um mistério no ar...

Beijinho*

Rosa dos Ventos disse...

Depende do mistério! :-))
Também gosto muito de Vergílio Ferreira,acabei de ler há pouco "Aparição".

Abraço

João P. disse...

Maria P:

Fabuloso!
Absolutamente fabuloso

Obrigado

João P

Maria P. disse...

Rosa,
concordo contigo:)
beijinho*

Maria P. disse...

João,
recordaste de existir a PGA (mais ou menos em 1989)? Pois nessa prova foi um texto de Vergílio Ferreira que me saiu, sempre gostei deste escritor.
Beijos*