quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Autores

Dizem, meu amor, que neste inverno os ventos
passarão a mão pela seara e levarão o trigo;
que os dias serão escuros e frios - e tão curtos
que neles não caberá paixão alguma, por pequena
que seja. Contam que punhais de chuva se abaterão
sobre os pomares; e que as árvores crescerão
como feixes de serpentes, procurando ganhar
desesperadamente o céu. E acrescentam que

os pássaros adivinham tudo isto e que por isso
se calam de manhã - ouço-os bater as asas
num aceno triste; partem para o sul, dizem,
se dizem a verdade.

Só a casa ficará de pé a olhar a planície. E
dentro dela os sonhos e as recordações do verão -
retratos dos lugares que nunca visitámos, uma camisa
de linho no espaldar da cadeira, um livro para sempre
interrompido sobre a cama. Ouvíamos uma canção triste
na grafonola velha. Dançaríamos o ano inteiro, disseram
uma noite ao ver-nos atravessar a sombra da lua.
Ignoravam, então, o inverno.

Maria do Rosário Pedreira
A Casa e o Cheiro dos Livros

6 comentários:

Eduardo Aleixo disse...

É um texto poético lindo a despeito de falar do inverno. Sim, os pássaros sabem. Mas são os primeiros a regressar para cantarem na primavera. Beijinho.
Eduardo

PS Não conheço a autora de tão lindo texto.

Maria P. disse...

Eduardo,
tenta encontrar um livro desta autora, merece...
Beijinho*

poetaeusou . . . disse...

*
é,
,
M. R. Pedreira,
,
bj,h,
,
*

Luis Eme disse...

mais um lindo poema...

descobri há dias um livro de prosa dela, de 1993...

beijos M. Maria Maio

Clotilde S.(canela_e_jasmim) disse...

Um dos meus filhos ofereceu-me este livro . Lindo e sempre bom o cheiro a livros... Beijinhos de muita Saudade, minha amiga.
C.

Maria P. disse...

Poetaeusou,
é...
Beijinhos*

Luís,
mais um, lindo...
Gostava de ver o livro, desconheço.
Beijo*

Clotilde,
à tanto tempo...saudades também...
É um livro, LIVRO:)
Beijinho*