domingo, 16 de novembro de 2008

Da janela sul...

Eu encontro-me sempre perto do mar, só ali as lágrimas são mais salgadas que as do meu rosto...

Um comentário feito aqui:
O Cheiro da Ilha

7 comentários:

Eduardo Aleixo disse...

Lágrimas? Prefiro ler pérolas. Gotinhas . Carícias de vento. Folhinhas de espuma tombando do ceu e acariciando o rosto teu triste de tristeza que sempre passa. O mar dissolve. O mar tem música. As ondas dançam. E a gente embala. E a gente esquece.
Bom domingo.
Bj.
EA

Maria disse...

Fiquei a olhar o mar. O teu mar que se mistura com o meu mar.
Mas hoje não te encontraste assim tão perto do mar. E ainda bem.... embora houvesse mar na poesia...

Beijinho, Maria
(e sinto que temos tanto para conversar...)

Rosa dos Ventos disse...

As minhas lágrimas são bem salgadas, mas secam com os ventos das serranias...

Abraço

Fernando Rodrigues disse...

O mar é sempre um fascinio, o nosso mar.

bjokita

fernando

Maria P. disse...

Eduardo,
o mar é um cúmplice...
Beijinho*

Maria,
é verdade o meu mar que se mistura com o teu, houve palavras bonitas, e pessoas muito bonitas...
Beijinho* (temos...)

Rosa,
sei como é esse vento...
Beijinho*

Fernando,
tens toda a razão...
Beijinhos*

poetaeusou . . . disse...

*
bonita foto,
pura, verdadeira, real ...
,
bj,h,
,
*

Maria P. disse...

Poetaeusou,
entendo as tuas palavras...
Mas, sabes que por aqui as fotos são sempre puras, não gosto de "arranjos" filtros e montagens.

Beijinho*